O que mais tem aparecido em nossos consultórios nos últimos meses são pacientes achando que sua audição piorou, e outros percebendo que podem ter alguma alteração auditiva.

O uso de máscaras tirou o chão de muita gente. Se faz necessário, é imprescindível, porém com essa prática apareceram algumas dificuldades. A pessoa que tem perda auditiva, independente do grau, se sente muito mais segura e confortável ao fazer uso da leitura labial, mais do que isso, ela precisa fazer uso desse recurso. E eu como fonoaudióloga, prezo pela comunicação e não defendo em hipótese alguma apenas um tipo de linguagem.

Se faça entender, use todos os meios, inclusive estar acessível ao outro que você nem imagina que possa estar precisando, pois a perda auditiva é invisível. Certas alterações auditivas continuam precisando do apoio visual para ser eficaz, mesmo em pessoas protetizadas (que usam aparelhos).

A pessoa com perda auditiva, mesmo fazendo uso de aparelho auditivo ainda terá suas limitações, então, se possível, quando você precisar sair com alguém que tenha perda auditiva ou alguma dificuldade, opte pelas máscaras transparentes em lugares que possam apresentar situações de ruídos competitivos que possam mascarar ainda mais a fala do que a própria máscara.

Doação de Máscaras Transparentes

A Digsom está com uma campanha de doação de máscaras transparentes. Entre em contato com a gente e retire a sua gratuitamente.

Saiba mais em: https://atendimento.digsom.com.br/campanha-de-doacao-de-mascaras

Digsom, ouça melhor, viva melhor.

 

Sobre a autora:

 

Dra. Sandra Paula

Fonoaudióloga 

CRFª: 7504