O que é Imitanciometria?

A imitanciometria, também chamada de impedanciometria, faz parte da bateria de exames clínicos para diagnóstico de diversos problemas auditivos. É um exame rápido, objetivo e não exige resposta do paciente, por isso é recomendado para todas as faixas etárias, inclusive crianças e bebês.

Qual o objetivo do exame?

A imitanciometria ajuda a avaliar as condições do tímpano, dos ossículos da orelha média (martelo, bigorna e estribo) e da tuba auditiva.

Como é realizado o exame de Imitanciometria?

O exame de imitanciometria é feito com o paciente sentado, em ambiente silencioso. O Fonoaudiólogo introduz uma pequena sonda no canal auditivo do paciente, para vedá-lo completamente. Essa sonda está conectada a um aparelho chamado de imitanciômetro, que é responsável por captar a capacidade de movimentação da membrana timpânica e a intensidade mínima para acontecer os reflexos acústicos.

O exame inclui dois testes:

  • Timpanometria
  • Reflexos Acústicos ou Estapediano

Timpanometria

O exame é realizado usando-se uma pequena sonda revestida por uma borracha macia, que é inserida no canal auditivo ao mesmo tempo em que ouve um som. Dessa forma, é feita a análise da pressão da orelha média. Usada para diferenciar as patologias condutivas entre si, também permite inferir sobre o funcionamento da tuba auditiva.

Reflexos Acústicos ou Estapediano

Este reflexo tem a função de proteger a cóclea quando o ouvido é exposto a um som de intensidade muito elevada. Para avaliar o reflexo são fornecidos sons semelhantes à audiometria tonal, por meio de fone de ouvido. Automaticamente, é registrada uma resposta que indica presença ou ausência desse reflexo.

Requisitos para realizar o exame:

  • O teste demanda avaliação médica prévia, de forma a assegurar que não haja obstrução dos ouvidos por cera, ou outros problemas. Havendo cera em excesso, sua remoção deverá ocorrer antes do exame.
  • O paciente não pode estar com a membrana timpânica perfurada ou estar com tubo de ventilação.
Imitanciometria

Quando o teste é recomendado?

  • Triagem auditiva de bebês;
  • Tratamento de otite;
  • Complementar os resultados da audiometria tonal;
  • Exame de rotina para pré e pós-operatório de cirurgias na orelha média;
  • Diagnosticar patologias, como alergias respiratórias;
  • Investigação de dores de ouvido frequentes;
  • Pacientes com perda auditiva;
  • Pessoas com zumbido no ouvido ou tontura;
  • Avaliação auditiva de crianças em fase de crescimento;
  • Crianças que falam alto e pedem constantemente para repetir frases;
  • Analisar o ouvido em casos de paralisia do nervo facial.